Animais de estimação legalizados; entenda mais

0
245
Animais de estimação
Animais de estimação legalizados; entenda mais Foto - Pixabay

Animais de estimação legalizados. Não são apenas os cachorros ou gatos que são animais de estimação dos brasileiros. Você sabia que hamsters, tartarugas, chinchilas e cacatuas são animais de estimação comuns em muitos lares brasileiros? Mas para criá-los em casa é necessário estar de acordo com legislação brasileira. Saiba mais sobre animais de estimação legalizados hoje no SaúdeLab.

Animais de estimação legalizados

Animais de estimação
Animais de estimação legalizados; entenda mais Foto – Pixabay

Cães e gatos representam a maioria dos animais de estimação nos lares brasileiros. Mas você já deve ter visto que muitas pessoas gostam de criar alguns animais exóticos. No entanto, para ter um desses em casa é necessário seguir algumas regras. Um exemplo de animal exótico liberado para criação é a cacatua. Vinda da Oceania, a ave é considerada doméstica pela lei brasileira.

No caso dos cachorros, a grande maioria das raças é legalizada no Brasil. Especialmente quando se trata de raças de cachorros é importante que o tutor compre esse animal em locais certificados, e assim não contribuía para tráfico de animais no país.

Infelizmente o Brasil é ponto de referência para o tráfico internacional de animais selvagens, segundo relatório da ONG Traffic, e justamente por isso é importante conhecer as leis.

Leia tambémCalendário de vacinação para cães: conheça as principais datas

Como comprar animais exóticos legalmente?

Todo tipo de comercialização sem estar dentro das normas legais é considerado tráfico. Então, recomenda-se buscar lugares que façam a venda de animais exóticos de forma legalizada pelo IBAMA. Portanto, os animais exóticos só podem ser vendidos com autorização do Ibama. Recomenda-se exigir a nota fiscal.

Todos os animais exóticos legalizados possuem um número de registro na nota fiscal, com os dados da loja ou criadouro, e alguma identificação no corpo, como um microchip ou anilha.

Sendo assim, fique atento a estes detalhes para adquirir um animal exótico de forma responsável. Por exemplo, os animais silvestres, estes devem ter nota fiscal, vir de cativeiros legalizados pelo IBAMA e ter marcação individual ou microchip, caso contrário, o comprador estará infringindo as leis e pode ter sérias consequências.

Já o Sagui é a única espécie de macaco legalizada para domesticação em território brasileiro.

Há quem opte pelos mini porcos que são considerados animais muito inteligentes, ficando atrás apenas do macaco.

Estes animais podem ser comercializados e criados dentro de casa.

Veja também: Pets braquicefálicos exigem atenção redobrada e donos de pets tendem a se preocupar mais

Dicas para comprar um cachorrinho e evitar ser enganado

Animais de estimação
Animais de estimação legalizados; entenda mais Foto – Pixabay

O mais comum ainda no Brasil é a compra de cachorros. Mas mesmo assim, é importante ficar atento quando for comprar, especialmente os de raças.

Antes de comprar um filhote, é necessário que você selecione a raça que deseja e conheça bem. Para fazer isso, você pode procurar o conselho de um especialista, como um veterinário, e consultar criadores especializados. Ao fazer a transação, tenha em mente as seguintes dicas:

  1. Procure um criador que seja conhecido por cumprir as leis e regulamentos e tenha a documentação correta. Além disso, o profissional deve demonstrar amor pelo seu trabalho, acessível e comprometido com sua consulta.
  2. O animal deve ter pelo menos 10 semanas de idade, para que tenha recebido os cuidados e alimentação da mãe.
  3. Solicite ao vendedor o controle das vacinas da mãe, informações sobre a gestação, a ficha de vacinação e a desparasitação do filhote. Se ele se recusar a lhe dar as informações ou documentos, ele não é confiável.
  4. É necessário certificar-se de que a raça escolhida é legal na região onde o cão irá residir.
  5. Vá às instalações e verifique o estado do local. Os filhotes devem estar limpos, secos, saudáveis ​​e devem brincar uns com os outros.

Comprar cachorros online: é seguro?

No entanto, as vendas de cachorros estão se tornando cada vez mais populares online, um fator que aumenta o risco de fraude. Embora não seja uma forma de compra recomendada, é possível fazê-lo desde que cumpra as seguintes recomendações:

  • Localize o criador online e peça as informações que deseja, inclusive a permissão legal para realizar este tipo de comércio.
  • Peça para visitar a ninhada para verificar os animais e escolher o que deseja.
  • Não dê dinheiro até ter certeza de comprar o cachorro que você realmente deseja.

Em conclusão, comprar um cachorro é seguro se as etapas correspondentes forem seguidas. Desta forma, você evitará fraudes e aproveitará o parceiro que tanto deseja. Lembre-se que a adoção é uma alternativa, existem muitos abrigos com animais esperando por um novo lar e uma nova chance de vida.

Leia agora: Saúde do melhor amigo: veja o guia da alimentação saudável para pets

Gostou desta matéria? Acompanhe as nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here