Câncer e coronavírus: quais as implicações para este grupo de risco? Confira

O câncer é um importante problema de saúde pública.

0
202
Câncer e coronavírus
Câncer e coronavírus: quais as implicações para este grupo de risco? Confira (Imagem: Oncofisio)

Câncer e coronavírus. Infelizmente a pandemia  está aumentando o risco de que o câncer seja ‘deixado para trás’. Ainda mais que, o acesso aos serviços de saúde estão cada vez mais sobrecarregados para atender as demandas da Covid-19.

De acordo com dados e estimativas de estudos, a extrema pressão sobre os sistemas de saúde está impactando fortemente as taxas de rastreamento e tratamento do câncer, o que pode levar a um aumento nas taxas de mortalidade.

Confira mais hoje no SaúdeLab sobre os impactos do coronavírus em tratamentos de câncer.

Leia também: Despesas de tratamento no SUS em outra cidade poderá ser custeado pelos cofres públicos; Entenda

Câncer e coronavírus
Câncer e coronavírus: as implicações para este grupo de risco? Confira Foto – Pixabay

Complicadores no tratamento de pacientes com Câncer

O câncer é um importante problema de saúde pública, com elevada morbimortalidade. É a segunda causa de morte, depois das doenças do aparelho circulatório.

E pacientes com câncer são considerados um grupo de risco na pandemia de Covid-19, uma vez que a doença e seus tratamentos relacionados, frequentemente, causam imunossupressão e, portanto, as pessoas podem estar mais suscetíveis à infecção.

No contexto brasileiro, um levantamento da Sociedade Brasileira de Patologia (SBP) mostrou que ao menos 70 mil brasileiros deixaram de receber o diagnóstico de câncer nos quatro primeiros meses de pandemia.

Leia também: Câncer de mama: Saiba mais sobre a doença e os cuidados, com o médico ginecologista Aldo Luis Hota

Estudos sobre Impactos da pandemia de coronavírus no aumento da mortalidade por câncer

Câncer e coronavírus
Câncer e coronavírus: as implicações para este grupo de risco – Foto – Pixabay

Dois estudos publicados no The Lancet indicam uma alta taxa de mortalidade entre os pacientes Covid-19 que também têm câncer.

Em um estudo, pesquisadores norte-americanos analisaram dados de mais de 900 pacientes infectados na pandemia e pacientes com câncer dos Estados Unidos, Canadá e Espanha, e apuraram 13% de mortes nesse grupo.

No outro estudo, uma análise de 800 pacientes do Reino Unido com Covid-19 e câncer descobriu-se que 28% morreram.

Os estudos também informam que os doentes do sexo masculino com outros fatores de risco de mortalidade do vírus, como idade avançada e comorbidades adicionais, tinham um risco aumentado de morte.

Mas os tratamentos de câncer, como a quimioterapia, não parecem ter efeito sobre a mortalidade em nenhum dos estudos.

Como as das pesquisas interferem na saúde dos pacientes

Dessa forma, os dois estudos são os maiores até o momento para examinar como pacientes com câncer, que geralmente são mais velhos, imunocomprometidos e têm altos níveis de contato com o sistema de saúde, são afetados pelo SARS-CoV-2, o vírus que causa a Covid-19.

Portanto, os relatórios iniciais sugeriram que os pacientes oncológicos, especialmente aqueles que recebem tratamento, têm maior risco de contrair a doença.

Ademais, o impacto da pandemia sobre o câncer no Brasil pode ser multifatorial e vamos entendê-lo plenamente depois de algum tempo se tivermos mais dados disponíveis sobre saúde e evolução dos pacientes, em termos de sobrevida e qualidade de vida.

Autoridades ressaltam manter as consultas e exames médicos em dia, desde que sejam respeitados os cuidados sanitários contra o coronavírus.

Leia agora: Procedimentos estéticos durante o tratamento de câncer devem ser evitados; entenda

Gostou desta matéria? Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter Pinterest.

Deixe seu comentário

Grupos do SaúdeLab

SaúdeLab no WHATSAPP
SaúdeLab no TELEGRAM

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here