Ervilha é Carboidrato? Sim ou Não?

Saiba se ervilha é carboidrato e como usá-la na sua dieta.

ervilha é carboidrato

Se você quer saber se ervilha é carboidrato, nós já vamos lhe poupar trabalho e responder logo que sim. Ervilha é carboidrato, mas não é só isso. Existe alguma confusão se ervilha é proteína ou carboidrato, porque o grão é rico em ambos os nutrientes.

A verdade é que a ervilha possui carboidratos complexos, fibras, proteínas e uma variedade de minerais e vitaminas importantes para o nosso organismo. Não é à toa que ela serve de base para diversos pratos veganos e vegetarianos e é também utilizada no preparo de suplementos proteicos de origem vegetal.

Contudo, quando o assunto é dieta livre de carboidratos, muita gente se pergunta se a ervilha é low carb ou não. A ervilha propriamente não é low carb, porém os seus carboidratos são complexos, ou seja, de digestão lenta. Eles contribuem para a sua dieta, pois dão a você uma sensação maior de saciedade e liberam menos açúcares no sangue que os carboidratos simples, como pães e massas de farinhas brancas.

Leia também: Quais os alimentos ricos em carboidratos?

Ervilha é carboidrato ou proteína?

Para esclarecer melhor essa confusão, vamos dar uma olhada na tabela nutricional da ervilha. A cada 100 gramas de ervilhas, você consome:

Calorias 81 kcal
Gorduras Totais 0,4 gramas
Gorduras Saturadas 0,1 gramas
Gorduras Poli-insaturadas 0,2 gramas
Colesterol 0 mg 0 miligramas
Sódio 5 miligramas
Potássio  244 miligramas
Carboidratos 14 gramas
Fibra Alimentar 5 gramas
Açúcar 6 gramas
Proteínas 5 gramas
Vitamina A 765 IU
Vitamina C 40 miligramas
Vitamina B6 0,2 miligramas
Magnésio 33 miligramas
Ferro 1,5 miligramas

Como você pode notar, a cada 100 gramas de ervilha, você consome 14 gramas de carboidratos e cinco gramas de proteínas. Ou seja, há mais carboidratos que proteínas na ervilha, por isso é preciso ter cuidado com o consumo do grão.

Muitas vezes, nos enganamos na ingestão de alimentos ricos em proteínas, pois nos deixamos levar apenas por essa informação. Porém é preciso olhar para o todo e ter atenção com toda a tabela nutricional.

Isso não quer dizer que você não possa ou não deva utilizar a ervilha seca em comidas low carb. O segredo, nesse caso, é contar a quantidade de carboidratos consumida diariamente e reduzir as porções.

Aliás, isso vale não só para a ervilha como para qualquer alimento. Muitas pessoas se esquecem que praticamente qualquer fonte alimentar tem carboidratos. O segredo é conhecer tudo que você come, evitando assim comer nutrientes em excesso.

Benefícios da ervilha

benefícios da ervilha

Independente se a ervilha é carboidrato ou não, o fato é que ela representa um alimento de alto valor nutricional e é bastante acessível. O quilo da ervilha partida ou até mesmo da ervilha fresca congelada não ultrapassa os dez reais.

Para um alimento que possui o combo proteína e carboidrato, vale muito a pena! Aliás, a ervilha tem outros muitos benefícios. São eles:

1. Boa para diabéticos

Apesar de rica em carboidratos, a ervilha possui baixo índice glicêmico. Portanto, a sua ingestão na dieta de um diabético é indicada e pode ser útil para substituir outros grãos.

A ervilha é ainda livre de gorduras e rica em fibras, o que auxilia o metabolismo, evitando picos indesejados de açúcar no sangue. Por essa razão, a ingestão do grão também é indicada para prevenir a diabetes em pessoas com maior probabilidade de adquirir a doença.

2. Excelente para o seu coração

A gente sabe que os alimentos naturalmente vermelhos, como o tomate, são ricos em flavonoides. Mas sabe o que também é ótimo para o seu coração? A ervilha! Ela possui uma série de antioxidantes e anti-inflamatórios naturais poderosos, que combatem as células mortas e defeituosas, melhorando a sua circulação sanguínea.

Estudos mostram que a ingestão de ervilha semanalmente pode ajudar a prevenir ou retardar doenças cardíacas. Além dos antioxidantes, o grão tem ainda altas doses de zinco, vitaminas do complexo B, ácido fólico e homocisteína, nutrientes que são essenciais para a boa saúde dos vasos sanguíneos.

Sabe o que isso quer dizer? Comer ervilha ajuda a reduzir os seus níveis de colesterol ruim!

3. Melhora a sua visão

Pode parecer mentira, mas a ervilha possui uma substância chamada luteína, que atua diretamente na sua visão. Esse nutriente auxilia na região muscular da sua retina, órgão responsável pela entrada de luz nos olhos.

Quem come ervilhas frequentemente diminui a chance de perder a visão com a idade. Unir a ervilha a outros alimentos como a cenoura pode potencializar ainda mais esse benefício. Assim fica fácil cuidar dos seus olhos, não é mesmo?!

4. Evita que você fique doente

A ervilha, crua ou cozida, possui níveis altos de vitamina C, principal nutriente no fortalecimento do sistema imunológico. Além disso, os altos índices de minerais no grão favorecem a regeneração muscular e de demais tecidos, fazendo com que você se recupere muito mais rápido.

Ficou doente? Aposte na sopa de ervilha para se curar em um instante! Só evite o alimento se o problema for gastrointestinal, afinal as fibras podem aumentar as suas idas ao banheiro.

5. Faz seus músculos crescer

A ervilha é importante para quem treina hipertrofia. Ela é um dos principais substitutos proteicos dos veganos e possui muitos nutrientes essenciais no crescimento muscular.

O consumo de ervilha é tão fortemente associado ao aumento dos músculos que o grão é usado na produção de whey protein vegano e outros suplementos alimentares do gênero. Você pode adicioná-la na sua dieta nas refeições pós-treino.

6. É rica em fibras

Está difícil ir ao banheiro? Comer ervilha com certeza vai ajudá-lo! O grão é rico em fibras solúveis e é ótimo para quem sofre de prisão de ventre.

Além disso, o fato de ser um carboidrato complexo também é bom para auxiliar nessas questões. Os carboidratos complexos demoram mais para serem digeridos, fazendo com que o seu sistema digestivo trabalhe mais e não fique preso.

Comer fibras não é bom apenas para ir ao banheiro. A ingestão desse nutriente auxilia o seu corpo a desinchar e não reter líquido. Isso quer dizer que você pode diminuir alguns números na balança com uma simples mudança na sua alimentação.

ervilha é proteína ou carboidrato

7. Evita a demência

Os antioxidantes e as vitaminas presentes nas ervilhas são essenciais para um envelhecimento saudável. Pesquisas têm evidenciado que uma dieta rica em carboidratos complexos e fontes naturais de proteínas são pontos cruciais na prevenção da demência.

Quem tem uma alimentação saudável e pratica exercícios regularmente diminui consideravelmente as chances de desenvolver doenças como Alzheimer. Além disso, as vitaminas que a ervilha fornece também são boas para evitar o avanço da artrite e demais doenças ósseas relacionadas com o envelhecimento celular.

Alguns estudos inclusive relacionam o consumo de ervilha à diminuição de tumores e à prevenção do câncer.

E a sopa de ervilha é low carb?

A sopa de ervilha é um prato muito tradicional no Brasil, especialmente no sul do país. Nos meses de frio e inverno, não tem nada mais gostoso que uma sopa de ervilha quentinha. Contudo, a sopa de ervilha é carboidrato sim se for feita com batata e carne gordurosa.

Para uma sopa de ervilha light e leve, você precisa abrir mão de alguns ingredientes e fazer uma versão low carb. O ideal, nesse caso, é optar por reduzir os outros carboidratos e as suas fontes de gordura. Que tal usar óleo de coco no refogado da cebola e evitar o bacon e os azeites?

Você pode fazer diversas versões do prato. Afinal, ele é famoso em muitos países e sua origem é, sem dúvida, mediterrânica. Uma boa pedida é trocar a carne vermelha pela carne branca magra, como o frango ou o peru.

A carne branca é magra e mais rica em proteínas. Assim, a sua sopa fica perfeita para aquela janta depois de pegar pesado na academia. Outra ideia para tornar a sua sopa de ervilha low carb é trocar o parmesão ralado por queijo branco fresco. Pode ser uma excelente forma de comer a sopa em meses mais quentes.

Leia ainda: Receitas Low Carb Fáceis e Deliciosas

Outras formas de inserir a ervilha na alimentação

Além da ervilha cozida e da sopa, você pode utilizar o grão para criar outras receitas. Uma coisa que muita gente faz é triturar a ervilha e usá-la de base para preparar hambúrgueres e salgadinhos vegetarianos e saudáveis.

É possível ainda triturá-la seca, para obter a sua farinha e substituir a farinha branca em pães, bolos e demais receitas. Pode parecer estranho, mas o resultado surpreenderá você! Experimente fazer um pão com farinha de ervilha e você verá como fica gostoso e saudável.

Só não se esqueça que, como a ervilha é carboidrato, você pode diminuir os outros carboidratos no prato. Se já tem ervilha, não precisa de arroz, por exemplo. Se ligue nas quantidades e nos outros alimentos para uma alimentação balanceada e apropriada para você.

Ao mesmo tempo não vale a pena surtar e ficar o tempo todo contando calorias. Não precisa abrir mão completamente daquele risotinho de domingo com ervilha e milho junto do arroz. O segredo é não exagerar!

Na dúvida, consulte um nutricionista para saber como inserir o alimento na sua vida e ter ideias de receitas saudáveis com ervilhas. Nada como um profissional da saúde para ajudar você na sua trajetória por uma vida mais saudável!

Aproveite e leia também: Dieta Low Carb: o que comer e tudo que precisa saber

 

 

 

Crédito das imagens: Freepik e Unsplash