Dieta do Óleo de Coco: O Que É? Como Fazer?

Saiba tudo sobre a dieta do óleo de coco e aprenda a fazê-la

dieta do óleo de coco

Você sabia que existe uma dieta do óleo de coco? Pois é, ela é uma das mais novas tendências para perder peso. Contudo, a dieta pode não ser adequada para todo mundo, muito menos trata-se de apenas inserir o produto no seu dia a dia.

Se você quer saber tudo sobre a dieta do óleo de coco extra virgem, vem com a gente. Nós vamos mostrar para você porque o alimento é bom para a sua saúde.

Benefícios do óleo de coco na dieta

O óleo de coco é um alimento rico em ômega 3, pois ele é um ácido graxo natural. Isso quer dizer que ele possui muitos nutrientes importantes para o seu sistema nervoso, seu metabolismo e diversos aspectos do seu organismo.

Quem consome ácidos graxos tem mais tendência a perder peso, menos problemas de visão e de memória e um sistema imunológico muito mais saudável. Os ácidos graxos estão presentes em frutas oleaginosas, em alguns óleos e nos frutos do mar.

A vantagem do óleo de coco é que ele é bastante versátil e acessível. Você pode usá-lo para substituir o azeite nos refogados, pode adicioná-lo no café para dar mais sabor e cremosidade e até pode usá-lo como substituto de qualquer fonte de gordura em receitas.

O óleo de coco é super saudável e ajuda a oxidar a gordura acumulada no corpo. O seu consumo está altamente associado com o emagrecimento e várias pesquisas já comprovaram isso.

Dieta do óleo de coco para emagrecer

Você pode adicionar o óleo na sua dieta e perder até quatro quilos em quinze dias. A dieta ajudará você a aumentar a eficiência e eficácia do seu metabolismo.

Você pode consumir até cinco colheres de óleo de coco por dia. Lembre-se de discutir isso com o seu nutricionista antes de dar início a mudança alimentar. É importante verificar com um profissional se você realmente se enquadra no grupo de pessoas que pode fazer esse tipo de dieta.

Embora sejam muitos os benefícios do óleo de coco, também não se esqueça que sozinho não faz milagre. É preciso que você se exercite regularmente.

Uma boa dieta aliada à um plano de treino pode fazer você secar a barriga em pouquíssimo tempo. Por isso invista na dieta do óleo de coco, em cápsulas ou ao natural, combinada com exercícios!

Como fazer a dieta do óleo de coco?

óleo de coco dieta

Veja baixo como preparar um cardápio de dieta do óleo de coco em casa. É mais simples do que você imagina e diversas pessoas podem seguir!

Café da manhã

Você pode optar por um suco de mamão com óleo de coco e ameixa, uma fatia de pão integral e duas fatias finas de queijo magro. Ou uma vitamina com óleo de coco, leite de soja e morango, mais dois biscoitos salgados integrais e uma colher de sobremesa de húmus caseiro.

Se preferir comer mais frutas, pode adicionar uma colher de sopa de óleo de coco em uma taça com frutas e iogurte. Ou fazer um suco detox com o óleo. Para o suco, você vai precisar de:

  • Uma xícara de chá de morango fresco;
  • Uma colher de chá de gengibre ralado;
  • Uma colher de sopa de óleo de coco;
  • Gelo a gosto;
  • Uma folha de couve;
  • Um copo de água.

Modo de preparo:

Bata tudo no liquidificador e beba em seguida. Não guarde para depois, pois o suco perde nutrientes.

Lanche da manhã

Uma fruta ao natural. Pode optar entre: uma pera, ou goiaba, ou uma maçã. De preferência a frutas com menos calorias.

Almoço e janta

Opte por comer salada e carnes magras como frango e peixe. Se grelhar as carnes, faça com o óleo de coco. Seu prato deve sempre ter a seguinte proporção: metade salada ou legumes cozidos, um quarto de carboidratos saudáveis e um quarto de proteínas.

Lanche da tarde

Coma um iogurte com uma colher de chá de óleo de coco e outra de chia.

Ceia

Antes de dormir, beba um copo de leite magro ou um chá.

Contraindicações da dieta

Infelizmente a dieta do óleo de coco não é indicada para todos. O excesso do consumo do alimento não é bom para pessoas com problemas renais ou doenças hepáticas. Também deve ser restringido para mulheres grávidas e lactantes.

Se você possui qualquer tipo de sensibilidade ao óleo de coco pode ser melhor evitá-lo. Algumas pessoas notam efeitos colaterais com a dieta, como diarreia e problemas gastrointestinais. Nesse caso é melhor parar também.

Na dúvida, sempre consulte seu médico sobre que plano alimentar ou que dieta seguir. Cada pessoa possui um organismo único e nem sempre tudo funciona para todos.

Vale lembrar que o consumo excessivo do óleo tem o efeito contrário: em vez de emagrecer, você poderá engordar. Tudo é uma questão de moderação, portanto pegue leve. Use o alimento como um substituto em determinadas ocasiões, mas sem exageros.

Aproveite e leia ainda: Qual o Melhor Óleo de Coco do Mercado?

 

 

 

Crédito das imagens: Freepik